Conto: Julia, você tem um rosto bonito

25 julho 2016

Olá docinhos, tudo bem com vocês?


  Quando Julia era bebê, todos a achavam adorável, com cachinhos nas pontas dos cabelos, olhos redondos e brilhantes e um sorriso fácil; “essa menina será modelo um dia” muitos diziam. Mesmo assim, incrivelmente nunca foi um desejo por parte da menina.

  Aos 5 anos, foi diagnosticada com uma doença respiratória e após muitas idas e vindas ao posto médico, um deles lhe prescreveu um remédio e, por alguma razão, receitou a dose adulta. Pouco tempo depois a menina estava inchada, ninguém pareceu ligar a relação ao remédio, então ela ingressou na escola como uma “menina gorda”.

  Coisa que Julia foi lembrada muitas vezes nos anos seguintes, além de outros apelidos e musiquinhas que eram cantadas para deixa-la mal por meninos que buscavam seu refúgio dentro do banheiro masculino, onde ela não podia alcança-los. Esse tipo de tratamento foi secretamente tornando-a desesperada por agradar os outros para que, desse modo, eles gostassem dela.

  “Viu como essa roupa ficaria mais bonita em você se você fosse magra?” disse-lhe alguém depois de pega-la vestindo uma blusa e encolhendo a barriga em frente ao espelho.

  Somente quando mudaram a medicação que ela finalmente começou a “emagrecer”, foi um processo lento e, mesmo assim, ela jamais chegaria ao padrão que os outros a considerariam magra.

  “Julia, você tem um rosto bonito, se fosse magra iria parecer uma barbie!” ela apenas abanava a cabeça e agradecia o “elogio”.

  Então, veio outra preocupação, as questões capilares, Julia sempre teve um cabelo muito volumoso que só seria cortado corretamente anos depois, quando veio a sugestão “por que não faz chapinha?” ela a agarrou como se fosse um bote salva vidas alisando suas mechas. Porém, mesmo de cabelo alisado ela não tinha coragem de andar com ele solto, era sempre um rabo de cavalo baixo, além disso, se fazia algo que era passível de chacota, ela se isolava e tentava não chamar atenção pelo resto do ano letivo pelo pavor de ser alvo de risadas.

  “Por que nenhum garoto olha pra mim”. O medo e a insegurança eram tamanhos que Julia se sentia inferior as outras garotas por ser a “única” que não atraia a atenção dos garotos, não receber pedidos de namoro, até mesmo por não ser assediada na rua. Como se isso fosse algum tipo de prova de beleza.

  Um dia, passeando com sua amiga -a qual passava muito tempo junto- viu um modelo de corte de cabelo curto, muito mais curto do que jamais tinha ousado, “eu quero esse”. E lá se foram muitos centímetros de cabelo no chão, e aquela pré adolescente nunca ficou tão sorridente na frente de um espelho.

  Apesar do passo na direção correta, Julia ainda tinha caminhos tortuosos pelos quais trilhar. Desventuras que renderiam até mesmo um livro, histórias entre o choro, a aceitação, a superação dos próprios preconceitos, o empoderamento e auto conhecimento. Julia teve que se esforçar a um ponto que nem achava que conseguiria para superar o medo de expor, e principalmente, o medo da opinião dos outros; somente ali ela pode se abrir para si mesma, e consequentemente, também para o amor.
Hoje Julia se gosta, Julia se ama, passou por muitas transformações -internar e externas- e, mesmo que alguns digam o contrário, Julia é linda.


  Essa crônica é o começo de um projeto que estou fazendo em parceria com a minha amiga Tawani, a cada duas semanas em uma sexta feira (sempre que possível), postaremos um conto ou crônica sobre um tema que escolhermos. O tema dessa semana foi Autoestima, não se esqueçam de ver também a crônica da Taw aqui, está muito boa!
  Desculpem o atraso, era para ter saído sexta, espero que tenham gostado, me contem a opinião de vocês e, caso tenham sugestões para temas, deixem nos comentários

Um comentário:

  1. Julia é tão linda! Acho essencial as pessoas se aceitarem como são, e entenderem que o que a sociedade prega como beleza não é necessariamente belo. Até porque beleza é tão relativa, estava eu assistindo uma série britanica que fala bastante disso, e esse texto veio pra complementar as coisas! Parab;ens novamente Lu ♥

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.