Pensamentos: Cabelos, Química e Hipocrisia.

14 maio 2015

Como sempre, esse tipo de post costuma ser para textos reflexivos, porém, hoje será um artigo de opinião sobre essa nova moda de "aceitar os cabelos como eles são".
Já me cansei de ver meninas com os cabelos alisados serem taxadas de artificiais por não assumirem o cabelo que Deus lhe deu. Tem tanta hipocrisia nisso que não dá nem para começar a descrever.
Primeiro, você gosta dos seus cabelos como eles são? Lisos, cacheados, crespos, ondulados? Você gosta da cor natural que ele tem?
Se a resposta for sim, ótimo, então por que esta perdendo tempo criticando o cabelo alheio?
Eu já ouvi muito a opinião dos outros sobre meu cabelo, já deixei crescer porque disseram que ficava melhor comprido, já passei um ano fazendo chapinha porque diziam que meu cabelo "armado" era feio, Até que um belo dia eu parei para perceber que o cabelo era meu e não dos outros, desde então, cortei chanel, pintei, descolori, pintei de rosa, de vermelho, de violeta (que não deu certo e ficou preto) e agora estou ruiva e deixando o cabelo crescer de novo porque deu vontade. Afinal, o cabelo é meu e eu faço com ele o que eu quiser.
As pessoas vivem fazendo "movimentos" contra a chapinha e químicas afins, e se a pessoa se sente melhor com o cabelo liso? Seu cabelo é natural para falar alguma coisa e nunca teve uma unica química que passou nem nunca passará perto dele? (tintura é química também minha gente!).
Tintura, relaxamento, progressiva com e sem formol, botox...tudo isso é química, qualquer coisa que altere a estrutura do seu fio, não importa o quão leve seja é sim considerado química.
Por isso, antes de vir e dizer para qualquer pessoa "aceitar o cabelo dela como ele é", primeiro pense se o que realmente esta te incomodando é o cabelo da pessoa, ou a liberdade que ela tem para fazer o que quiser com o cabelo sem se importar com a opinião dos outros.
Liberte seus cabelos! Faça o que quiser com eles.
(No ano novo eu passei chapinha de novo no cabelo!)

14 comentários:

  1. Adorei Lu! Assim como existem movimentos contra a chapinha, acho que deveria ter a favor da chapinha! Amo meu cabelo seja natural ou com chapinha! Sou super a favor de tudo aquilo que nos deixa mais linda, seja a chapinha, a maquiagem e etc e tal!
    Beijossss!!

    debocamarcada.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente! Não é porque o cabelo que você usa não é natural que você fica menos bonita com ele, exatamente como a maquiagem! Beijinhos

      Excluir
  2. Nossa vi uma cena sobre isso hoje, duas "amigas" conversando no ônibus e falando um monte de bobagens sobre o cabelo de uma terceira menina (amiga delas).

    Acho essa situação muito chata, pois cada um sabe o que é melhor para si. Eu mesmo, quando era criança, tinha o cabelo liso e as pontas eram cacheadas (era muito lindo) mais de tanto que a minha mãe cortava o meu cabelo (os cachos eram finos e embaraçava muito fácil). Hoje meu cabelo é liso e quase não se nota os cachos mais.

    Amei o post, parabéns =).

    (www.blogdajessycris.com)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Meu cabelo também era assim, dai depois que minha mãe fez um corte reto nele ele começou a ficar sem forma e armar, custou pra mim achar um corte que me agrasse com ele kkk'
      Muito obrigada Jess ^^

      Excluir
  3. Lu... acho que a gente sempre deve fazer o que for melhor pra nós.
    desde os 15 faço alisamentos e progressivas pq prefiro meu cabelo liso e não tô nem ligando rsrsrs.

    adorei o post.

    www.amigatobonita.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E você esta coberta de razão Poli! Se você se sente bem assim, por que parar? Pelos outros? Nem pagando! haha

      Excluir
  4. A vida é muito curto pra gente usar o mesmo cabelo o tempo inteiro. Defendo o direito da pessoa fazer o que quer com o cabelo. Fiz transição, voltei pro natural, porque simplesmente percebi que nunca tinha me dado a chance de viver o cabelo do modo como ele realmente é. E estou amando. É isso que importa. Independentemente da opinião de quem seja. Não adianta trocar uma ditadura por outra. O que se deve defender é a simples liberdade de ser o que quiser!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, você tem razão Márcia, a vida é muito curta para usarmos o mesmo cabelo, por isso sempre fiz experiencias no meu de acordo com a minha vontade e mesmo dando errado eu estava feliz com isso porque e ao menos tinha tentado. Fico feliz que esteja gostando do seu cabelo como ele esta agora, porque é exatamente isso que temos de fazer, agradar a nós mesmas.

      Excluir
  5. Está certíssima, e isso vale pra todo tipo de coisa que envolva o corpo da pessoa. Cada indivíduo faz o que bem entende com o próprio corpo e ninguém tem de meter o bedelho. É bom que as pessoas parem pra pensar as vezes, se acham tão no direito de interferir na decisão alheia e mal se dão conta muitas vezes que elas são as que mais querem mudar! :D
    Ótimo texto Lu ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente Taw, as pessoas tem medo de mudar e criticam as pessoas que não tem medo de experimentar algo novo, um exemplo disso é o modo como as pessoas com o cabelo mai fantasia são tratadas, não conseguem emprego etc. Se o mundo parasse de olhar pra cauda dos outros e olhasse pra sua, seria um lugar mais gostoso de viver.

      Excluir
  6. Luana, arrasasse com esse post! Não sei o que está acontecendo com as pessoas que criticam os nossos cabelos, fora as outras coisas. Acho que aqueles que nos criticam por que nos aceitamos da forma que nós somos tem inveja de não terem o poder da liberdade em mãos. Parabéns!!! Adorei o post e o teu blog é maravilhoso <3

    Xero!!!

    doceplenitudeblog.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa muito obrigada Patricia! Realmente as pessoas hoje em dia ficam tão presas as rótulos e padrões que, principalmente por inveja, não suportam as pessoas que tem liberdade porque não acreditam nessas coisas.

      Excluir
  7. Nossa! Super verdade! Eu sempre incentivei minhas amigas a deixarem os cabelos naturais, mas tbm deixava elas pintarem e ajudava na escolha de cor (eu sempre mudei meu cabelo de todo jeito possível igual vc). E eu me sinto bem mudando o cabelo! Então acho que realmente. O cabelo da pessoa tem que ser deixado em paz. Ela decide o que quer fazer com ele. Se ela gosta de alisar. Deixa alisar. Se gosta de enrolar. Deixa enrolar. Que coisa né. Sociedade insuportavel


    Borboletarabiscada.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente Maíra, tem diferença entre ajudar (por exemplo a escolher a cor, como você disse) e ficar dando pitaco no cabelo alheio, não tem nada melhor do que você se sentir feliz com o cabelinho que você tem e ele estar do jeito que você quer. ♥

      Excluir

Tecnologia do Blogger.