Resenha do Livro: Bruxos e Bruxas de James Patterson

13 novembro 2013


  Olá docinhos! Hoje irei falar sobre o livro que eu tinha ganhado de aniversário que a propósito é 6 de outubro caso alguém queira me dar presente, na época eu não pude ler pois estava lendo As Crônicas de Gelo e Fogo livro 3, mas assim que acabei comecei a lê-lo e lá vai minha opinião.

      A história de Bruxos e Bruxas livro 1 conta a história de dois irmãos, Whit, um rapaz de 17 anos e Whisty, uma garota de 15 que são tirados de sua casa no meio da noite e presos sob a acusação de bruxaria.

      Isso ocorre pelo motivo de uma ordem politica que se intitula "Nova Ordem" ter assumido o poder do país de modo meteórico e estratégico e estar promovendo a "limpeza" do país de pessoas "fora dos padrões".

      Bruxos e Bruxas entra em um mundo onde crianças e adolescentes não são confiáveis aos olhos das autoridades e dos adultos, podendo ser retiradas de seus pais, presas e até mesmo executadas a qualquer momento.

      Assim que Whit e Whisty são presos, só podem levar um objeto cada um de casa, seus pais lhe concedem uma baqueta velha para Whisty e um diário em branco para Whit pedindo que cuidem desses presentes com todo o cuidado.

      Presos em um hospício reforçado para ser totalmente contra magia, eles são julgados e considerados culpados, não podendo ser executados antes de completar 18 anos.

      Com o passar dos dias na cela do hospicio, Whit e Whisty descobrem muito sobre quem realmente são e também que realmente são bruxos com Whisty sendo capaz de entrar em chamas quando fica com raiva.

      Whit descobre que sua namorada desaparecida foi capturada e executada pela Nova Ordem, e a encontra como meia luz, uma espécie de fantasma, junto com ela descobrem o Mundo das Sombras, o qual usam para escapar da prisão.

      Unindo-se a um grupo de jovens rebeldes que se abrigam em uma loja de roupas abandonada, Whit e Whisty entram em um turbilhão de acontecimentos que envolvem profecias, libertar crianças cativas, procurar pelos pais e fugir d'O Unico que é O Unico.


Minha Opinião:

      De inicio, o começo mostrando ambos os principais em pleno ar livre sendo julgados culpados e condenados à forca (porém, não mostra se são ou não enforcados) é um pouco triste, pois você irá ler o livro com aquela ideia de "não importa o que aconteça, eles serão pegos" na cabeça, o que diminui um pouco as expectativas para o leitor. 


      Também achei pouco necessário a divisão de capítulos, apesar de ser narrado por dois personagens diferentes em primeira pessoa, em algumas divisões de capítulos, o capitulo seguinte continua a ser narrado pela mesma pessoa do anterior, o livro tem 289 páginas e incríveis 104 capítulos!

      Entretanto, a história, embora para adolescentes, tem um enredo e uma desenvoltura capaz de agradar também aos adultos, pois tem bastante ação e criatividade por parte do autor com o uso de criaturas inventadas como meia-luzes, os Perdidos, Os Únicos e, claro, toda a "Nova Ordem". Tem uma narração e uma desenvoltura simples de modo que uma criança de 12 anos poderia facilmente se apaixonar como eu me apaixonei.

      O modo como os irmãos tentam lidar com as situações difíceis de cabeça erguida e acreditando em si mesmos também serve de exemplo para as pessoas, de que tem de acreditar em si mesmo para seguir em frente.

      Outra coisa que achei muito interessante são as referencias que o autor faz a livros, museus, artistas e afins sem realmente pronuncias o nome deles, como o cantor Lay-Z (Jay-Z), o livro Eragão (Eragon) e a artista Margie O'Greeffe (Georgia O'Keefe).

      No geral, Bruxos e Bruxas é um ótimo livro para se ler nas horas vagas, não é muito grande nem complicado, boas cenas de ação e o final tem um gostinho de quero mais. Super recomendado.

  Gostaram da resenha? Me contem nos comentários!

  Até próxima docinhos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.